quinta-feira, 24 de julho de 2008

Garlic-Thyme


Complemento nutricional à base de óleo de alho, canola, tomilho, com lecitina, cera de abelha e extrato de alfarroba. A adição do tomilho neutraliza o odor indesejável do alho. Pode ser consumido junto às refeições. Especialmente se tomado com o Arctic-Sea, forma uma excelente fonte de nutrição em óleos - 100 cápsulas softgel - cód. 65.

É um composto nutricional à base de alho (garlic), tomilho (thyme), lecitina, óleo de canela e extrato de alfarroba.
Garlic-Thyme é específico para a saúde dos sistemas circulatório, digestivo e respiratório, e cujos reflexos também se fazem sentir no aumento da tonicidade do sistema nervoso.

Plantas de atividades antimicrobianas, como o tomilho e o alho, auxiliam o organismo no combate à invasão de parasitas, de bactérias, como a Helicobacter pilloris, de fungos, como a Candida albicans, de vírus, como os da herpes, do sarampo e da gripe. Ricos em óleos voláteis, também atuam diretamente sobre os microrganismos disbióticos dos tratos auditivo, gastrintestinal, respiratório. Tanto o alho quanto o tomilho são igualmente poderosos antioxidantes e carminativos - reduzem ou eliminam os gases e as cólicas gastrintestinais, muitas vezes fruto de infecções parasitárias, bastante comum entre pessoas que mantêm intenso contato com animais.

ALHO (Allium Sativum)

O alho, assim como a Aloe vera, pertence à família das liliáceas. Ele é uma das mais antigas plantas cujo cultivo se tem notícia. Os babilônios o utilizavam contra enfermidades do aparelho respiratório, amebas e vermes, afecções cutâneas, inclusive a lepra. Os hebreus o tinham como um vegetal milagroso. Na pirâmide de Quéops encontraram-se registros do alho fazendo parte da alimentação diária dos escravos, pois lhes aumentava a força e a resistência.
Segundo Aristóteles, o alho ajuda na cura da hidrofobia e é um excelente tônico laxante. Hipócrates o recomendava aos desportistas olímpicos como tônico energético. Os romanos, indianos e chineses dele se utilizavam como vermífugo, contra dores de cabeça, fadiga, fraqueza, infecções e sobre os ferimentos e machucados.
Em 1858, Louis Pasteur demonstrou as propriedades antibactericidas do alho. Albert Schweitzer utilizou-o amplamente para tratar disenterias amebianas quando residiu na África. Nas duas guerras mundiais, o alho funcionou como antibiótico, tal qual ao longo da história da humanidade. Hoje, as pesquisas científicas confirmam suas propriedades fungicidas e bactericidas em relação a mais de 60 diferentes tipos de fungos e 20 tipos de bactérias.

O ALHO NA MEDICINA CHINESA
  • O alho é de natureza quente e yang.
  • Elimina a umidade e o frio.
  • Esquenta o estômago.
  • Dissipa a estagnação dos alimentos e das gorduras.
  • Melhora a circulação do sangue.
  • Estimula as energias.
  • Elimina as toxinas.
  • É Específico Contra:
  • A artrite e o reumatismo.
  • A coqueluche, a asma e a tuberculose
  • A hipertensão e a hipercolesterolemia.
  • A tosse seca e a expectoração sanguinolenta.
  • O sangramento do nariz.
  • Os edemas.
  • Os espasmos.
  • Os gases intestinais.

Deve ser evitado por aqueles cujos olhos estejam secos ou avermelhados ou que estejam sofrendo de alguma dor ou qualquer tipo de inflamação na cavidade bucal.
O ALHO E O SISTEMA CARDIOVASCULAR

Um dos elementos ativos mais importantes do alho é a alicina, que, tão logo o alho fresco é machucado, transforma-se em uma série de compostos sulfúricos.
Acredita-se que a ação que o alho exerce sobre o sistema cardiovascular está relacionada a um de seus derivados, o ajoeno, de ação anticoagulante e potencial antioxidante.
O dissulfeto de alila, outro desses compostos, atua sobre a síntese dos ácidos graxos, do colesterol, dos fosfolipídios e dos triglicerídeos.
A alicina, outro derivado, parece ser um dos mais ativos e ter fortes propriedades antibióticas. Seu potencial antiarteriosclerótico, embora moderado, é acumulativo - necessita de um período de consumo regular para que seus benefícios preventivos e desaceleração do processo da aterosclerose e crises de câimbra comecem a aparecer. O alho promove a desintoxicação do fígado e a eliminação dos agentes cancerígenos, embora sua propriedade anticancerígena em relação ao câncer do cólon, estômago, esôfago, mama e pele também seja atribuída à sua grande concentração de bioflavonóides. O alho funciona sob o binômio dose-resposta - a resposta do organismo depende do quanto ele for consumido.

O ALHO E O GERMÂNIO

Dentre uma lista de minerais como cálcio, cobre, ferro, magnésio e manganês presentes no alho, o maior destaque é o germânio, um mineral que até poucos anos parecia só ser importante para os semicondutores da indústria eletrônica.

O GERMÂNIO

Coube ao Dr. Kazuhiko Asai identificar grandes concentrações de germânio na Aloe, no alho, no confrei e no ginseng, e ao Prêmio Nobel, Dr. Otto Warburg, descobrir que ele aumenta a disponibilidade do oxigênio às células e, assim, diminui o crescimento dos tumores. Hoje, porém, já se sabe que o germânio tem fortes propriedades analgésicas e antioxidantes, além de ser importante para:

  • Aliviar a epilepsia e as neuroses.
  • Combater a angina, a asma, a cirrose, a diabetes, a osteoporose e a sinusite.
  • Equilibrar a pressão sangüínea e os níveis de colesterol.
  • Inibir o desenvolvimento de algumas formas de fungos, inclusive da Candida albicans, pois tem fortes propriedades antifúngicas.
  • Melhorar a qualidade das artérias, combater a hipertensão e a insuficiência cardíaca.
  • Potencializar o sistema imunológico, estimulando:
  • - o aumento da produção do interferon;
  • - a multiplicação das células natural killers e dos macrófagos;
  • - a eliminação das células cancerosas e toxinas com maior eficiência.
  • Prevenir a doença de Raynaud e reduzir a incidência de gangrena.
  • Prolongar a sobrevida das pessoas com câncer de bexiga, cólon, fígado, laringe, mama, pulmão e útero.
  • Proteger da ação asfixiante do monóxido de carbono.
  • Reduzir a intensidade dos quadros de artrite.
  • A suplementação alimentar com germânio inorgânico, entretanto, é desaconselhada.
PRECAUÇÃO NA AQUISIÇÃO DO ÓLEO DE ALHO

Não existindo regulamentação ou forte fiscalização sobre a fabricação dos concentrados de óleo de alho, muitos são portadores de metais pesados e de resquícios de agrotóxicos. É igualmente importante a certeza de que os princípios ativos do alho estejam presentes, algo que só a idoneidade do fabricante pode nos dar. Do contrário, seus efeitos serão praticamente nulos.

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS DO ÓLEO DE ALHO

Antiaterosclerótico. Antibiótico. Anticancerígeno. Anticoagulante. Anticolesterolênico. Antidiabético. Antiespasmódico. Antifúngico. Antioxidante. Anti-reumático. Antitireoidítoco. Antitrombótico. Antiviral. Bactericida. Diaforético (promove a transpiração). Digestivo. Diurético. Expectorante. Hepatoprotetor. Hipotensor. Protetor de doenças cardíacas. Reconstituinte. Relaxante muscular e cardíaco. Revitalizante. Tônico. Vermífugo.

TOMILHO (Thymus Vulgaris)

Os sumerianos utilizavam o tomilho devido às suas propriedades antissépticas. Os banhos de tomilho, para se adquirir força e coragem, foram utilizados por muitos povos. Na Idade Média, o tomilho fazia parte do jardim das ervas medicinais de todos os bons monastérios europeus. No século XVIII, Nicholas Culpepper, famoso herborista Elizabetano , descrevia os benefícios do tomilho como:
Nobre fortalecedor dos pulmões... não há melhor remédio contra a coqueluche. Ele purga o corpo da fleuma e é um excelente remédio contra a falta de ar. Ele é tão inofensivo, que ninguém precisa temer utilizá-lo. Um ungüento à base de tomilho elimina inchaços quentes e verrugas, auxilia os casos de dor ciática e embaçamento da visão, assim como qualquer dor ou enrijecimento do baço. Ele é excelente para os que estão tendo problemas com a gota e sua ingestão conforta o estômago.

Devido ao seu grande potencial antisséptico, o tomilho é até hoje muito utilizado para problemas digestivos, respiratórios e para a prevenção e o tratamento de infecções. Os alemães o têm como um específico contra a coqueluche, bronquite e enfisema. Na medicina popular, o tomilho é o "santo remédio" contra os gases, além de poderoso desinfetante urinário, diurético e vermífugo.
O tomilho é ainda um excelente tônico para o estômago e para os nervos, sendo muito utilizado em problemas gastrintestinais como gastrites amenas, enterite, cólicas do estômago e cólicas menstruais. Altas doses de essência de tomilho, entretanto, devem ser evitadas pelas mulheres grávidas.
O timol - um dos constituintes mais ativos do tomilho e o mais importante ingrediente da Listerina e do Vick VapoRub - é apontado como o principal responsável por suas propriedades antissépticas, bactericidas, fungicidas e de tonificação dos pulmões - solta o catarro, combate os espasmos dos brônquios e relaxa a musculatura do trato respiratório.

O TOMILHO NA MEDICINA CHINESA
  • O tomilho é de natureza morna e yang.
  • Acalma a mente.
  • Combate aos maus efeitos do estresse.
  • Forte antisséptico e vermífugo.
  • Importantíssimo durante a convalescença.
  • Tonifica os pulmões e lubrifica os brônquios.

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS DO TOMILHO

Adstringente. Anticongestionante. Antiespasmódico. Antigripal. Anti-helmíntico. Antiinfeccioso - estimula a produção dos glóbulos brancos. Antimicrobiano. Antiparasitário. Antisséptico. Bactericida. Carminativo. Expectorante. Fortificante. Fungicida. Rubefaciente. Tônico do estômago e dos nervos. Vermífugo.

LECITINA

A lecitina é um complexo de ácidos graxos saturados, poliinsaturados e insaturados, cuja característica principal é associar-se tanto à água quanto às gorduras. Atua como o traço-de-união entre esses dois elementos de naturezas incompatíveis.
É crucial à manutenção da fluidez das membranas celulares e ao desempenho da acetilcolina - neurotransmissor essencial às funções cerebrais, neurológicas e psíquicas.
A ação da lecitina sobre o metabolismo dos lipídios, como o colesterol e os triglicerídeos, promove o aumento dos níveis de energia ao mesmo tempo que ajuda a prevenir e reverte uma série de doenças cardíacas e neurológicas.
Da lecitina também depende a integridade, saúde e beleza da pele, extremamente vulneráveis à má digestão e metabolismo das gorduras, inclusive das derivadas dos carboidratos, já que todo excesso de glicose é transformado em gordura.

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS DA LECITINA

Antibiótica. Antidiabética. Antimaníaco-depressiva. Antioxidante. Anti-reumática. Diurética. Estimulante da tireóide. Expectorante. Hepatoprotetora. Hipotensora. Redutora dos níveis de colesterol e triglicerídeos. Tônica.

ÓLEO DE CANELA

O óleo de canela atua contra as dores artríticas, musculares e reumáticas. Combate o estresse, a frigidez e a impotência, as gripes e resfriados, as infecções microbianas, a neurastenia ou qualquer tipo de estagnação física, emocional ou mental.
É um forte estimulante circulatório, cardíaco, metabólico e respiratório. Ajuda a relaxar a musculatura.

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS DO ÓLEO DE CANELA

Afrodisíaco. Analgésico. Antidepressivo. Antibiótico. Antiespasmódico. Antiparasitário. Antisséptico. Antiviral. Bactericida. Expectorante. Fungicida. Imunoestimulante. Termogênico.

EXTRATO DE ALFARROBA
Seu alto conteúdo de pectina ajuda a regularizar a digestão e a evacuação. Embora ajude a aumentar a absorção do cálcio, seu alto teor de tanino pode interferir na absorção das proteínas quando ingerido em excesso.

POSSIBILIDADES DE USO DO GARLIC-THYME
Acne. Altos níveis de colesterol, triglicerídeos, homocisteína e açúcar no sangue. Arteriosclerose. Artrite. Asma. Baixas respostas imunológicas. Baixos níveis de energia. Bronquite. Câncer. Cândida. Catarro crônico, vesical (na bexiga) ou nas fezes. Circulação capilar debilitada. Cirrose hepática. Cistite. Cólica e cálculos biliares. Cólicas intestinais. Coqueluche. Corrimento vaginal. Debilidade nervosa. Diabete. Diarréia (infantil). Dieta para perda de peso e medidas. Dispepsia. Distúrbios afetivos e gástricos. Doença de Raynaud. Doenças e distúrbios cardiovasculares, hepáticos e neuropsíquicos. Dores de cabeça, de garganta e menstruais. Edemas quentes. Enfisema. Enrijecimento das artérias e do baço. Enurese (infantil). Falta de ar ou de apetite (relacionada aos vermes). Febre. Fortalecimento das artérias. Fraqueza física e psicológica. Frieiras. Gases. Gota. Gripe. Herpes. Infecção das vias respiratórias, do trato gastrintestinal ou auditivo. Inflamação da garganta e do nervo ciático. Insônia. Laringite. Má digestão. Náusea. Neurastenia. Parasitas. Pressão alta. Problemas cardíacos, circulatórios, dermatológicos, estomacais, digestivos, hepáticos. Problemas de memória. Purificação do sangue. Regularização da digestão e da evacuação. Resfriados. "Sangue grosso". Sinusite. Sonolência. Tosse. Úlcera péptica. Uretrite. Vaginite. Varizes. Vermes. Verrugas.

MODO DE CONSERVAÇÃO
Por ser um produto sem conservantes artificiais, é necessário manter a embalagem sempre bem fechada, sem contato com a umidade do ar, em local fresco e ao abrigo da luz e do calor.

INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS: Cada cápsula contém o equivalente a 100 g de extrato de alho fresco. 1 cápsula equivale a 1,4 Kcal.

2 comentários:

noicevieira disse...

Faço uso do Garlic Thayme a um ano, minha pressão arterial está normal, meu sistema imunológico está ótimo, desde então, não tive mais problemas de garganta, gripes, infecções, etc. É muito bom!

Tamira Flor disse...

Gostei bastante do texto!
Agradeço as informações, pois eu estou pensando em começar a tomar estas cápsulas...
Mas só uma observação, você digitou sobre "óleo de canela" e não sobre "óleo de canola", que tem na composição.

Abraços,
Tamira.